A crescente população mundial poderia muito bem se alimentar sem haver a necessidade de causar os danos irreparáveis que vem causando ao meio ambiente. Como? Basta diminuir o consumo de carne, cortando ao menos pela metade o desperdício de comida e se de fato começasse a adotar práticas agrícolas.

Se o mundo não começar a implementar algumas dessas ações, a intensificação das mudanças climáticas, bem como o esgotamento dos recursos naturais junto do aumento da população, o mundo corre perigos assustadores.

De acordo com diversos pesquisadores, de todo o mundo, é necessário que haja a redução de 90% do consumo de carne em países ocidentais. Para que assim, o aquecimento global, um dos maiores problemas para que o mundo não entre em um verdadeiro colapso.

A produção desses alimentos, consegue gerar diversos gases do efeito estufa, principalmente na criação de gados. Impacto que se sente diretamente na destruição das florestas – como é o caso que estamos acompanhando com as grandes queimadas na Amazônia – além da grande quantidade de água que é utilizada.

Estudos provam que nossos hábitos alimentares estão diretamente ligados ao caos do meio ambiente.

Quer outro dado assustador? De acordo com a ONU, o mundo precisa produzir em torno de 50% a mais de alimentos para poder sustentar cerca de 10 bilhões de pessoas até 2050. Se nenhuma atitude for tomada, isso irá aumentar a produção de alimentos no ambiente em até 90%! Um nível que certamente não fará de nosso planeta um local seguro para a humanidade.

A indústria da carne e lacticínios é a principal responsável pela produção de gases do efeito estufa

Vou tentar falar sobre isso através de uma linha de raciocínio rápida. As grandes empresas, donas de frigorífico bem como, produtoras de carne são as maiores financiadoras e doadoras das últimas eleições no país. Isso ainda inclui os dois principais partidos que estavam na corrida presidencial.

Nos próximos quatro anos o Brasil vai se tornar o principal exportar de carne bovina em todo o mundo! Ou seja, vai fazer com que a indústria pecuarista chegue a movimentar milhões de dólares anuais.

E o que move o mundo, infelizmente? Sinceramente, eu gostaria muito que minha resposta pudesse ser o amor, mas sabemos que o dinheiro é o que move o planeta.

Aí entra o grande questionamento, se a indústria de carnes e lacticínios é a grande responsável pela produção dos gases do efeito estuda, e como consequência, um dos maiores responsáveis pelo aquecimento global. Sem contar ainda, na redução da disponibilidade de água doce, e o desmatamento exacerbado por conta da pecuária – por que a maior parte das ONGs, movimentos ambientalistas e ativistas como WWF, Greenpeace, Amazon Watch e Oceana, não se importam tanto com esse assunto?

É exatamente isso que o documentário Cowspiracy tenta desvendar. Disponível na Netflix, é mundialmente conhecido, é um corte do filme produzido por Leonardo DiCaprio.

Kip Andersen, que é quem conta a história no documentário e é um grande nome na causa ambientalista mundial, afirma que para produzir um simples hambúrguer de 114 gramas, são preciso 2.500 litros de água! Assustador não é mesmo? Vale a dica assistir e entender melhor como é necessário diminuir o consumo de carne em todo o mundo!

E como nós da Thirty Seven Trends se preocupa com toda e qualquer causa ambiental, como acredita em um mundo melhor e sustentável, não podia ficar de fora e dar algumas dicas para você que deseja ajudar o planeta se tornar habitável por muito mais tempo.

Vem com a gente, e venha descobrir 15 motivos que irão fazer você diminuir o consumo de carne e de quebra, ajudar na diminuição das mudanças climáticas.

15 motivos para você desistir ou ao menos começar a diminuir o consumo de carne agora mesmo

Atualmente, a população mundial come muito mais carne do que em toda a história. O que antes era somente um artigo de luxo para “privilegiados”, se tornou um item básico da maioria das dietas de todo o mundo. Por isso, diminuir o consumo de carne é algo de extrema urgência e que precisa ser falado com afinco.

Portanto, se você está interessado em aprender um pouco mais sobre os impactos sociais e ambientais que envolvem a criação de animais, hoje vou mostrar algumas estatísticas e fatos que envolvem a indústria da carne, que sem sombra de dúvidas: irá chocá-los.

A ideia é incentivas a diminuição do consumo de carne, ou na melhor das hipóteses, fazer com que você adora uma dieta mais saudável e auxilie não só sua saúde, mas a saúde de todo o planeta. Vem comigo!

  1. Cerca de 70 bilhões de animais são abatidos anualmente para alimentar a população mundial. E olha que este número deixa de fora os frutos do mar e peixes.
  2. De acordo com o Relatório sobre o combate às mudanças climáticas através do gado, estima-se que até o ano de 2050, a demanda por leite e carne deve crescer 58% e 73% respectivamente, em relação aos níveis que eram esperados em 2010.
  3. Um terço de todos os grãos do mundo são utilizados para a alimentação do gado.
  4. De acordo com dados do Fórum Econômico Mundial de 2019, 50 bilhões de frangos são abatidos anualmente para o consumo humano.
  5. Bem como, de acordo com o mesmo fórum, 1,5 bilhões de porcos são abatidos para alimentação em todo o mundo. Isso inclui a produção de salsichas, presunto, bacon etc. esse número nos últimos 50 anos triplicou!
  6. Continuando com os mesmos dados, aproximadamente 500 milhões de ovinos são abatidos anualmente para a alimentação.
  7. As vacas produtoras de leite, são criadas para produzirem até 10 vezes mais leite do que naturalmente podem produzir.
  8. Atualmente, o crescimento dos frangos para abate, é considerado um verdadeiro domínio científico. Por quê? Simplesmente, do ovo até a sua panela são esperados somente 35 dias. Um avanço absurdo quando comparado com os 84 dias que se leva a produção natural.
  9. Quer mais um dado assustador para estimular a você diminuir o consumo de carne e lacticínios? As vacas leiteiras, comumente possuem 20 anos de vida útil. Porém, quando administradas para se tornarem gado de alto rendimento, os abates já acontecem com somente 5 ou 6 anos de idade. E pasmem, em alguns casos com apenas 2 ou 3 anos.
  10. A indústria pecuária chega a consumir em torno de 40% das terras aráveis em todo o mundo, além de utilizar 29% da água doce e 36% das calorias produzidas pelas culturas mundiais.
  11. A produção de animais chega a ser a maior responsável pelos gases de efeito estufa, conseguindo sair na frente de transportes rodoviários, aviões, navios e trens combinados!
  12. O Brasil conta com a maior população de gado de todo o mundo. O que leva ao devastamento de vastas áreas de Floresta Amazônica. Acha pouco? Isso representa 80% de todo o desmatamento do país!
  13. Nos EUA, o gado de corte precisa de 11 vezes mais água e 28 vezes mais terra se comparado com a produção de ovos, lacticínios e suínos.
  14. A indústria da carne consegue contribuir com mais de 14% de todas as emissões de gases do efeito estufa.
  15. Em somente 20 anos, o consumo de carne da China ultrapassou a faixa dos 72%.

Assustador, não é mesmo? Se a dieta mundial fosse alterada até o ano de 2050, poderíamos liberar milhões de quilômetros quadrados de terra, além da grande redução de emissões de CO2 em até 8 milhões de toneladas anuais.

A Thirty Seven Trend acredita e tem a esperança de que de se começarmos por nós mesmos, conseguimos ajudar o planeta a se tornar habitável para muitas gerações.

Faça parte com a gente desse grande movimento, comece a diminuir o consumo de carne e vamos ajudar nosso planeta contra as grandes mudanças climáticas!

SOBRE A AUTORA

THAIS MALULY

Jornalista, redatora e uma canceriana sonhadora. Acredita que viver é desenhar sem borracha! Gosta daquilo que a desafia. O fácil nunca a interessou. Já, obviamente impossível sempre a atraiu e faz de todos os seus recomeços e desafios uma força tangente para seu crescimento. Acredita que a união de pessoas podem e conseguem fazer desse planeta um local muito melhor de se viver. O amor sempre será a resposta!