A bioconstrução e arquitetura sustentável estão cada vez mais presentes nas casas de todo o Brasil e do mundo. Diante dessa realidade, diferentes materiais e técnicas estão surgindo para auxiliar em diversas criações de projetos de casas sustentáveis.

Um bom profissional de arquitetura e/ou design de interiores já se mantém atento em como pode oferecer as melhores soluções para seus clientes.

Pensando neste assunto, a 37trend resolveu trazer para vocês quais são as principais características de uma casa sustentável e quais são os materiais que precisam e podem ser utilizados.

O que é arquitetura sustentável

Arquitetura sustentável, são construções que utilizam materiais sustentáveis, como o próprio nome já diz. E o seu principal objetivo, é conseguir promover uma relação ainda mais saudável com o meio ambiente. Além do bem-estar para seus moradores.

Para uma casa ser 100% sustentável, é preciso atender algumas exigências técnicas para ter esse “título”. E para projetos de arquitetura sustentável existe certificação, como são os casos da  certificação AQUA-HQE e o grande selo de ouro Green Bulding Council.

Características principais da arquitetura sustentável

Existem alguns detalhes no momento de construir uma casa sustentável, tornando seu projeto de arquitetura sustentável em uma verdadeira referência de sustentabilidade. Veja quais são:

Localização estratégica

Para se ter um excelente projeto de casa sustentável, será preciso começar já no momento de sua localização. Isso mesmo, o local precisa apropriado. Ou seja, se manter longe de áreas de preservação, evitando qualquer tipo de impacto negativo para o meio ambiente.

Outro ponto interessante de um projeto de arquitetura sustentável é que ele deverá se manter próximo de locais de fácil acesso como: transportes públicos e lojas de conveniência. Dessa maneira evitará a utilização de carros, e reduzindo a emissão de poluentes para o meio ambiente.

Sistemas hidráulicos e elétricos com utilização racional dos recursos

Projetos de casas ecologicamente corretas, precisam ser capazes de criar alternativas para utilização da água e geração de energia. Quer um bom exemplo? Em nosso último post de energia sustentável, falamos sobre a utilização dos painéis solares, reduzindo os impactos ao meio ambiente e nos seus gastos mensais.

Utilizar janelas maiores, também irá auxiliar na economia de energia em casas ecologicamente corretas de baixo valor. Irão contribuir para a ventilação do ambiente e a iluminação zenital.

Outra dica é utilizar toldos e brises que são indicados para reduzir a entrada de luz solar. Aumentando o conforto térmico do seu projeto de arquitetura sustentável.

Outra excelente solução para auxiliar na temperatura ideal de sua casa são os chamados telhados verdes. E ao falarmos de consumo de água em casas ecologicamente corretas, é indicado a utilização de cisternas. Reservatórios que são utilizados para captar e armazenar água proveniente de chuvas.

A água da cisterna poderá ser utilizada para regar seu jardim, lavar carros, entre outras atividades que não exigem a utilização de água potável.

Materiais que evitam o desperdício

Um arquiteto que já gerenciou uma obra sustentável, sabe bem que no dia a dia, poderá haver desperdícios de argamassa, terra, água, entre outros.

Projetos de casas ecologicamente corretas procuram utilizar materiais que consigam evitar esses tipos de situações. Um bom exemplo disso, são os tijolos ecológicos.

Esse é um tipo de material que é feito a base de terra, água e comento. Ao contrário dos outros tipos de cimento, ele dispensa o cozimento em fornos. Ou seja, dessa maneira não existe o consumo de madeira, tampouco a emissão de gases poluentes.

Outra excelente vantagem desse tipo de tijolo para casas sustentáveis, é a redução do consumo de aço, argamassa e de concreto. Diminuindo ao mesmo tempo a geração de mais entulho para sua obra.

É muito comum encontrar projetos de arquitetura sustentável no Brasil que utilizam materiais construtivos como a madeira e o barro. No caso da maneira, o material precisa ter a garantia de sua origem, nem como que são adequadas de práticas de manejo florestal.

Revestimentos com materiais sustentáveis

Depois de falarmos de toda parte estrutural de um projeto de arquitetura sustentável, é o momento de falarmos da decoração de projetos como esses. Utilizar tintas minerais ecológicas é um ótimo exemplo de como deixar sua casa ecologicamente correta, com baixo preço e muito mais bonitas.

Esse tipo de material é feito à base de minérios da terra e possuem tonalidades extremamente interessantes e arrojadas.

Com o avanço da tecnologia, os revestimentos evoluíram para materiais ainda mais sustentáveis. Além da conhecida madeira de demolição, uma casa ecologicamente correta pode apostar, por exemplo, em revestimentos à base de resinas. Esse material conta com uma composição de resíduos de pedra e resina pet.

Outra ótima opção para uma casa ecologicamente correta é utilizar o ladrilho hidráulico, que é altamente ecológico pois, não emite nenhum tipo de gás através da queima em fornos.

Outro ótimo material sustentável são as pastilhas de garrafa pet, que são produzidas de garrafas pet e materiais recicláveis. São utilizadas não só em pisos como em paredes.

Materiais utilizados em projetos de arquitetura sustentável

Casas sustentáveis de baixo custo, normalmente inovam em materiais construtivos, veja alguns exemplos:

  • Bambu;
  • Containers;
  • Argamassa de argila;
  • Adobe;
  • Superadobe;
  • Madeira plástica;

Objetos que economizam energia e água em casas ecologicamente corretas

Veja alguns exemplos de objetos que podem e devem ser utilizados em projetos de casas ecologicamente corretas:

  • Descarga econômica;
  • Torneiras automáticas ou com arejadores;
  • Aparelhos eletrônicos e/ou eletrodomésticos com o Selo Procel – indicando melhor eficiência energética do produto;
  • Lâmpadas LED.

Vantagens de uma casa ecologicamente correta

Veja algumas das vantagens que você ganha com projetos de arquitetura sustentável e casas ecologicamente corretas:

  • Durabilidade;
  • Custo-benefício;
  • Conforto térmico;
  • Conforto acústico;
  • Versatilidade;
  • Beleza arquitetônica;
  • Sustentabilidade.

Para ter uma casa ecologicamente correta, é preciso começar do zero?

Claro que não! Para se ter uma casa ecologicamente correta você não precisará construi-la do zero. Existem 3 tipos de tecnologias que poderão tornar seu lar ecologicamente correto e ainda mais econômico. Vem conhecer com a gente como funcional e quanto elas custam.

Como já falamos acima, as casas ecologicamente corretas são tendências mundiais. E isso se dá pela necessidade da preservação ambiental. E isso já chegou nas moradias, tornando-as mais amigáveis para o meio ambiente. E no Brasil, elas estão cada vez mais presentes!

De acordo com dados do Green Building Council Brasil (GBC), o Brasil já ocupa o quarto lugar em todo o mundo, em quantidade de projetos de arquiteturas sustentáveis.

Para você proprietário, isso pode aumentar a economia em seus gastos mensais! Veja algumas tecnologias que poderão reduzir as contas de sua casa:

  • Cisternas;
  • Aquecimento solar;
  • Energia solar fotovoltaica.

Viu como pode ser simples ter uma casa ecologicamente correta? E caso esteja pensando em construir a casa dos seus sonhos, utilize projetos de arquitetura sustentável. Ajude o seu bolso e o meio ambiente.

O mundo agradece! Vem com a 37trend transformar o mundo!

SOBRE A AUTORA

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é THAIS_MALULY-1024x1024.png

THAIS MALULY

Jornalista, redatora e uma canceriana sonhadora. Acredita que viver é desenhar sem borracha! Gosta daquilo que a desafia. O fácil nunca a interessou. Já, obviamente impossível sempre a atraiu e faz de todos os seus recomeços e desafios uma força tangente para seu crescimento. Acredita que a união de pessoas podem e conseguem fazer desse planeta um local muito melhor de se viver. O amor sempre será a resposta!