Não é novidade que a indústria da moda é um dos agentes mais poluentes em todo o mundo, uma indústria cada vez mais insustentável, cada vez mais consumidores tem se questionado sobre marcas que consomem, e devido a essa exigência e também a uma maior conscientização da população, as marcas estão buscando se adequar a essa nova realidade.

E a melhor forma de combater esse problema é através de uma nova moda, mais consciente e preocupada com os impactos ambientais. Diversas marcas vem surgindo com a proposta de uma moda mais sustentável, cada vez mais novos designer estão quebrando o paradigma de uma moda de alto consumo e da produção exagerada para dar lugar a moda com produção slow, artesanal e sustentável, está nascendo uma nova geração de estilistas da moda sustentável e empreendedores que estão em busca de como podem, através de suas produções fazer a diferença no mundo fashion.

É preciso encontrar diferentes soluções para os problemas que foram causados pela moda ao longo dos anos, como o descarte, a poluição gerada na produção e a exploração de mão de obra. Algumas das alternativas que estilistas tem adotado são: matérias-primas orgânicas e sustentáveis, mão de obra com remuneração justa, reaproveitamento de matéria prima e produção em pequena escala. É preciso ter em mente: desacelerar ao invés de produzir cada vez mais e mais roupas.

Muitos dos profissionais utilizam de sua experiência para encontrar diferentes maneiras de criar uma moda humana e mais sustentável, trabalham com itens vintage, por exemplo, e dão a eles um toque completamente novo, conhecido como upcycle.

A ideia dessa nova geração de marcas e consumidores é reconstruir o padrão do consumo dentro da indústria da moda. E é justamente sobre isso que falaremos em nosso artigo. Queremos apresentar marcas e designer que estão fazendo a diferença e que entenderam que moda e sustentabilidade podem e devem caminhar juntos.

Conheça as marcas que estão surgindo e fazendo a diferença!

  • Mudha

A Mudha surgiu com o objetivo de provar que consumo consciente, responsabilidade social e bom gosto podem caminhar juntos! A marca foi construída dentro dos 6 pilares:

– Produtos veganos, sem origem animal.

– Produção justa: preocupação com a produção, é possível saber quem fez a sua peça através da tag de cada produto;

– Impacto Social, doação de matéria excedente para ongs;

– Sustentável, matéria-prima natural como o linho além de possuir o selo Eureciclo certifica a compensação ambiental das suas embalagens;

– Slow Fashion, produção em pequena escala.

Foto: editorial marca Mudha

Marca idealizada por uma mãe bióloga, a Beatriz desejava o melhor para todos os bebês ao redor do mundo. Na escolha da matéria prima a produção, a marca se preocupa com a sustentabilidade, acessórios e roupas em algodão sustentável, reciclado ou orgânico e com sua produção realizada por cooperativas de mulheres.

Marca perfeita para as mamães que estão buscando serem mais conscientes e deixarem um mundo melhor para seus filhos.

Foto: bodys Green is Great

A marca gaúcha de bolsas tem como principal conceito o upcycle, ou seja o reaproveitamento de matéria-prima, no caso a marca dá nova a vida a matéria excedente da indústria calçadista, criando bolsas lindas e atemporais, escolha perfeita para quem quer ser mais consciente na hora de adquirir produtos de moda.

Foto: bolsa upcycle da Così Brasil

  • Pantys

Você sabia que é possível em 1 ano reduzir 400 absorventes descartáveis que equivalem a R$300 e 4000g de lixo? E sabe como?, com as calcinhas absorventes da Pantys, para as mulheres que buscam uma alternativa mais sustentável para seus ciclos além do coletor menstrual, as calcinhas absorventes são uma ótima opção, sem contar que os modelos são lindo e passam longe de ter aquela aparência da calcinha bege e grande que adoramos quando estamos naqueles dias.

Foto: modelos da marca Pantys

Marca de acessórios artesanais criados pela própria estilista, que usa como matéria prima de suas criações a resina e o madeiras de reuso, liquen e sobras de fios, o resultado é surpreendente, peças modernas e atemporais, perfeito para dar charme na produção.

Foto: acessórios Jéssica Debortolo

Esqueça o modo como conhece tábuas de servir e bandejas, essa marca trouxe uma nova cara e propósito para um produto que está na casa de muita gente e o resultado não poderia ser mais incrível, o próprio designer cria suas peças em marchetaria com madeiras de reuso e sem tingimento, as madeiras são de cor natural e essa mistura de cores e formas diversas que fazem o resultado ser especial e peças com design arrojado.

Foto: tábuas de servir Andreas Martorelli

A marca de bolsas veganas surgiu com a vontade de criar peças bonitas que pudessem alinhar o design com a sustentabilidade, a marca que cria bolsas lindas, atemporais e minimalistas, provou que design, beleza e sustentabilidade podem caminhar juntos, é uma ótima opção para você que está a procura de peças com materiais sem origem animal.

Foto: bolsas Ohana Eco

Alta costura também já está presente na moda sustentável

Estilistas da alta costura também já entenderam a importância da moda sustentável. Entre os estilistas podemos destacar grandes nomes como:

  • Stella McCartney – ( já citamos em um post anterior – aqui );
  • Prêt-à-Porter de Ronald van der Kemp;
  • Iris van Herpen;
  • Viktor & Rolf;

Gostou de conhecer um pouco mais sobre as novas marcas de moda sustentável? A Thirty Seven Trends acredita na esperança de conseguirmos mudar a forma como as pessoas consomem e principalmente, a maneira como produzimos.

Por isso apoiamos marcas e designers de moda sustentável. É isso mesmo, fazemos questão de apoiar a moda sustentável e o consumo consciente.

Tudo aqui é selecionado a dedo por nós, para que você consumidor tenha a melhor experiência possível! Vem com a gente conhecer os estilistas da moda sustentável e faça parte desse movimento! VEM!