Vamos falar sobre o aquecimento global? Um assunto que está cada dia mais em voga e muitas vezes, acabamos por não entender de fato o que ele é. E o pior, o que ele de fato representa para todo nosso planeta.

Quando falamos sobre o aquecimento global, nada mais é do que o processo da média global da temperatura dos oceanos e de nossa atmosfera.

Bem como, por conta do acúmulo de concentrações altíssimas de gases de efeito estufa em toda atmosfera, acaba bloqueando o calor que é emitido através do sol. E assim, o prende em toda superfície da terra, e por consequência vemos a cada ano, a temperatura média da Terra aumentar.

O século XX conseguiu ser eleito como o período mais quente, para se ter uma ideia, desde a última glaciação! Surpreendente, não é mesmo? Estamos falando de uma média de 0,7° C somente nos últimos 100 anos.

Segundo o IPCC – Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, órgão que é o responsável por efetuar estudos relacionados ao aquecimento global, é estimado que para as próximas décadas o cenário seja ainda pior. E sim, infelizmente, teremos temperaturas mais altas em todo o planeta Terra.

Vamos entender melhor sobre esse assunto e como ele afeta toda a vida do ser humano e de todos os animais em todo o planeta? Vem com a gente!

O que é o feito estufa e o que ele representa para o aquecimento global?

É fato, todo o mundo está se tornando a cada mais quente. Porém, esse é um processo que decorre da ação humana ou apenas de um processo natural terrestre? Existem inúmeras discussões sobre esse assunto, porém, é preciso deixar bem claro o que é de fato o aquecimento global, e como esse processo está afetando todo o mundo.

Mesmo que o efeito estufa contribua para o aquecimento global, ele é imprescindível em nossa vida na Terra. Isso mesmo, é ele que faz com que nosso planeta possua temperaturas que sejam habitáveis, tanto para nós humanos como para toda cadeia animal.

Porém, com o aumento exorbitante das emissões dos gases do efeito estufa nas últimas décadas, que está completamente associado as ações promovidas por nós humanos e aos fenômenos naturais.

Portanto, em especial, o grande desmatamento florestal que vemos em todo o mundo, tem auxiliado e muito no desequilíbrio natural no balanço de energia de nosso sistema.

E é exatamente isso que vem se tornando o maior causador para reter energia e assim, aumentar o efeito estufa. Portanto, quando temos o aquecimento da baixa atmosfera, logo temos o aumento da média da temperatura da Terra.

Sem sombra de dúvidas, o aquecimento global é atualmente, um dos maiores problemas para todo o planeta. E é por conta dele que temos visto cada vez mais eventos catastróficos ao redor do mundo, e efeitos diretos na saúde de todo o planeta.

Sendo assim, o aquecimento global está completamente intensificado por conta do efeito estufa. Portanto, a radiação proveniente da luz solar que atinge o planeta e acaba sendo absorvida por todos os gases existentes em nossa atmosfera. Dos quais emitem de volta para toda a superfície terrestre o calor – radiação infravermelha – e como consequência, temos o aumento da temperatura em todo o planeta.

E é através da interação dos gases que ocorre a radiação infravermelha, também chamada de GEE ou gases de efeito estufa.

Os locais vão ficar mais frios?

Mesmo com o nome de aquecimento global, e sendo o causador principal em relação as mudanças climáticas do planeta, ele é o principal responsável por episódios não só de aumento da temperatura, como também de frios extremos em determinadas regiões.

Até mesmo o presidente dos EUA – Donald Trump – que é um dos que afirmam não existem aquecimento global como diversos ativistas provam, diz que por conta das baixíssimas temperaturas no ano passado nos EUA, eram provas disso.

Pura enganação. O fato mesmo, é que não existem efeitos isolados, como foi o caso das baixas temperaturas no EUA que possa ser capaz de refutar ou comprovar a tese de aquecimento global.

Quando falamos em níveis de todo o planeta, somente é possível estimar hipóteses quando se efetua uma análise profunda em toda a história do tempo geológico na Terra, que é muito extenso.

Porém, uma coisa é certa, por conta do aumento excessivo de emissão dos gases de efeito estuda, estamos aumentando a retenção de energia na atmosfera e nos oceanos. E o que isso provoca? O aumento da frequência, intensidade e obviamente, do aumento de eventos climáticos extremos – de calor e de frio – em todo o mundo.

Um dos fenômenos que sofre mudanças complexas por conta do aquecimento global é a circulação termoalina. O que é isso? São as correntes oceanos que são movidas por conta das diferentes densidades de sal, sendo as maiores responsáveis pelo aumento de calor em diversas regiões.

Por conta do aquecimento global, e em especial por conta do derretimento das calotas polares – está diminuindo a concentração de sal, cessando assim a circulação termoalina.

Mesmo que no geral as temperaturas globais estejam cada vez mais quentes, o cessamento dessas correntes quentes em determinadas regiões, acaba resultando em temperaturas cada vez mais baixas.

Infelizmente, ainda existem diversas incertezas relacionadas sobre os efeitos dessas correntes de resfriamentos. Caso as temperaturas caiam pouco, isso pode acabar por neutralizar em regiões como na Europa, o aquecimento global.

Podemos chamar isso de sorte? Basta imaginarmos, por exemplo, em um cenário um pouco mais sombrio, onde ocorra uma redução drástica em circulações termoalina, poderá acontecer uma queda absurda de temperaturas em determinadas regiões.

Caso aconteça mesmo essa desaceleração, diversas regiões e também a Europa irão depender profundamente desse tipo de circulação para manter climas aprazíveis ou amenos. Ou pior, poderão aguardar por uma volta da era do gelo.

O que os estudos dizem sobre o aquecimento global?

Se não podemos aferir a ação humana como a causa única pelo aquecimento global, é considerável seu impacto para tal. Mesmo que não ocorra consenso entre as verdadeiras causas, grande parte relacionada a classe cientifica afirma que, a principal desencadeadora disso tudo é a atividade humana.

De acordo com um estudo realizada pela Universidade de Bristol, localizada no Reino Unido, estima-se que o aumento do nível dos mares pode chegar em 90 cm até 2100. Isso ocorreria, especialmente por conta do derretimento das geleiras e como consequência a expansão da água nos mares, está correlacionado ao aumento da temperatura do planeta.

Portanto, através do aumento dos níveis dos mares, o que resultaria no desaparecimento de diversas ilhas e pasmem: até mesmo de países inteiros! É isso mesmo, sem contar nos prejuízos incontáveis para cidades litorâneas, que seriam causados o desaparecimento de áreas um pouco mais baixas. 

Outro dado assustador, sugere que por conta do aquecimento global o número de erupções vulcânicas irá aumentar. Basta analisar o último milhão de anos na Terra, de acordo com pesquisadores, o aumento está totalmente relacionado ao aquecimento global.

Quais as consequências para a saúde de toda a população?

O aquecimento global, como já dito anteriormente, efetua mudanças climáticas e que aumentam a frequência, intensidade e o impacto de eventos climáticos extremos. Portanto, sejam eles frios ou de calor.

São esses eventos que atuam não somente em nosso ambiente, que incluem:

– Fauna;

– Flora;

– Atmosfera;

– Oceanos;

– Meio geoquímico;

– Meio geofísico.

Está também totalmente associado a efeitos altamente nocivos para a saúde humana. Graças ao aquecimento global tivemos o aumento de problemas de saúde como:

  • Obesidade;
  • Problemas cardiovasculares;
  • Asma;
  • Câncer;
  • Deficiências nutricionais;
  • Insolação;
  • Infertilidade e muitos outros.

Isso ocorre com maior intensidade, principalmente, em populações mais carentes por conta de outro fenômeno, denominado como “gentrificação climática” – que você pode entender melhor lendo aqui.

O que podemos fazer para auxiliar na redução do aquecimento global?

Nós da Thirty Seven Trend sempre falamos em como nossa conscientização e mudanças de atitudes diárias são de extrema importância quando o assunto é atitude sustentável, mudanças climáticas e agora em relação ao aquecimento global.

Comece em primeiro lugar, diminuindo a emissão dos gases de efeito estuda. Veja abaixo algumas atitudes que auxiliam e muito na redução:

  • Reduza o uso dos automóveis;
  • Utilize mais o transporte público ou use uma bicicleta;
  • Seja vegano e utilize produtos que não tenham origem animal;
  • Faça compostagem;
  • Pare de utilizar produtos de plástico;
  • E tenha atitudes sustentáveis sempre que possível, todos os dias!

Assim, o aquecimento global consegue ser ao menos “estacionado” e você contribui para a saúde de todo o planeta. Incluindo a sua e de todos ao seu redor e de quem que tanto ama!

Vamos juntos diminuir o aquecimento global e auxiliar na criação de um planeta mais sustentável para todos? Vem com a gente!

SOBRE A AUTORA

THAIS MALULY

Jornalista, redatora e uma canceriana sonhadora. Acredita que viver é desenhar sem borracha! Gosta daquilo que a desafia. O fácil nunca a interessou. Já, obviamente impossível sempre a atraiu e faz de todos os seus recomeços e desafios uma força tangente para seu crescimento. Acredita que a união de pessoas podem e conseguem fazer desse planeta um local muito melhor de se viver. O amor sempre será a resposta!